Makers Showcase

ATELIER JOANA SIMÃO

Joana Simão é a artista que dá vida e nome ao Atelier Joana Simão. Quando em 2009 terminou o curso de cerâmica no Ar.Co, juntou-se a um atelier de cerâmica, onde chegou a dar aulas. Em 2013, decidiu traçar o seu caminho a solo, tendo fundado o Atelier Joana Simão, onde cria peças de cerâmica utilitária – como candeeiros, vasos, jarros, copos e muitas outras peças. 

Para o futuro, o objetivo é chegar a mais designers de interiores e hotéis, levando as suas peças a mais pessoas.

BEPOLAR

Da junção de dois polos teóricos – o design de ambientes e o design de produto – nasce a BePolar, um estúdio de design que cria e desenvolve produtos de cerâmica pensados, desenhados e produzidos para um espaço específico. Estes pólos teóricos, aliados à formação em cerâmica artística dos fundadores, resultaram na modernidade que o design tem para oferecer e na artesanalidade que o saber fazer à mão confere a cada produto.  

O portefólio da BePolar tem-se afirmado na criação de produtos únicos e exclusivos para o mercado da restauração e hotelaria, procurando sempre integrar a criatividade, exclusividade e, acima de tudo, a Portugalidade. 

BRAIDA

Criada pelas mãos de Noémia Zancuoghi em 2020, a Braida é uma marca de arte têxtil que leva a técnica do macramé para o mundo contemporâneo, misturando a arte com o design. 

A partir de criações têxteis feitas através de um processo manual, numa reinterpretação do tradicional macramé, explora novas formas de expressão, criando uma linguagem própria com peças de grande formato e de formas abstratas e modernas, onde a geometria, as linhas minimalistas e a cor são os elementos primordiais, tornando cada peça única.  

CARAPAU

A Carapau cria produtos 100% artesanais com matérias-primas tradicionais portuguesas de alta qualidade e ecológicas, que aliam a tradição ao design contemporâneo. Todos os produtos são feitos à mão pelos designers gráficos Rita e Tiago, no seu atelier no Porto. 

A preservação da vida animal é um dos principais focos desta marca, que doa 3% das vendas para organizações de conservação da vida selvagem. 

DIRTY DISHES

Fundada no ano de 2020, a Dirty Dishes surgiu para desafiar as barreiras entre a arte e o design, criando peças utilitárias de carácter escultórico com mensagens feministas, sobre a libertação do papel convencional da mulher na sociedade. 

Luísa Vilar, a cara por detrás da Dirty Dishes, refere que utiliza vários elementos do corpo feminino para “banalizar a sua cultura visual, de modo a retirar julgamentos”. Além disso, a artista gosta de esculpir outros tipos de corpos que fazem parte da sociedade, mas são escondidos, ignorados e marginalizados – como é o caso de corpos de pessoas transgénero. 

MINERAL ORGANIC CRAFTS

Foi pelas mãos de Cláudia Gomes e do seu marido, Paulo Santos, que nasceu a Mineral Organic Crafts, uma marca de ambientadores ecológicos que se afirma nos segmentos de “slow decor” e da “difusão passiva”.  

Se, inicialmente, o objetivo passava pela criação de pequenas lembranças para celebrações, rapidamente os fundadores perceberam que podiam estender a gama de produtos, passando a oferecer difusores para casa/carro, arranjos florais perfumados e telas perfumáveis. Para além disso, a marca inovou e entrou no mundo dos eventos, criando projetos de memória olfativa aplicada a celebrações. 

NEWSLETTER